A vez do “Tertius”

A menos de uma semana de seu desfecho, a “campanha eleitoral” dos quatro candidatos que disputarão a reitoria da UCS em 2018 para mandato de três anos, tem acelerado o trabalho de multiplicação de suas plataformas nos diferentes plenários, incluindo o terreno da Instituição. A impressão geral é de que haveria um candidato da situação, três na oposição. O desenrolar dos contatos reservados e coletivos nos ambientes não acadêmicos, apontavam para a recondução do atual reitor. Este cenário não mudou, ainda. Mas a ala de oposição que atua no viés da internacionalização dos esforços, ganha musculatura e um voto influente no colégio eleitoral, que inclusive mudou seu representante.

A disputa parelha levou a avaliação de uma terceira via, que também ganhou adeptos. O foco seria alguém com histórico institucional, consciente da realidade deficitária da Instituição, mas que se disponha a aplicar imediatamente as correções estruturais necessárias. E este perfil existe no quadro d postulantes, dos quais dois estão claramente na disputa, um está fora, enquanto o “tertius” pode surpreender.

Deixe uma resposta